Parceiros



Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora aponta irregularidades do Pronto Atendimento Infantil

Autoria: Redação  |  Fotos: Divulgação

O Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora apresentou ao Ministério Público um relatório de vistoria do Pronto Atendimento Infantil (PAI) feita por uma equipe do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRM-MG) em junho deste ano.
O documento aponta falhas de cadastramento, organização de estrutura, infraestrutura e alerta de que o local não possui alvarás sanitário e de localização, nem Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) e Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde.
De acordo com o presidente do sindicato, Gilson Salomão, será solicitado que os promotores acompanhem as providências solicitadas pelo CRM no documento.
Em nota, a Secretaria de Saúde informou que aguarda o Conselho Regional de Medica enviar o relatório com as informações da vistoria para ter conhecimento dos possíveis ajustes necessários e tomar as devidas providências.

"Precariedade"
A vistoria foi resultado de duas denúncias encaminhadas ao CRM. A primeira no dia 3 março, pela Associação de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania de Juiz de Fora, em função de uma visita em fevereiro da Comissão de Saúde da Câmara Municipal. A outra em 12 de junho, a pedido do próprio sindicato, após o registro de uma agressão a uma médica dentro da unidade.
De acordo com o sindicato, o relatório aponta que as condições de atendimento e segurança não atendem, em sua maioria, à legislação em vigor. A fiscal relata que não teve dificuldades para entrar na unidade, porque não havia segurança, porteiro e recepcionista. Faltam ambulância própria, medicamentos e equipamentos básicos. A infraestrutura também não é adequada para o local, o que causa elevação do nível de estresse e irritação para os usuários.
No dia da vistoria, faltavam seis tipos de medicamentos: cefaclor 250 ml; digoxina 0,05 mg/ml; hidroxizina 2 mg/l solução oral; nimesulida de 50 mg/mg solução oral; cloridato de raniditina 15 mg/ml e penicilinas.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo