Parceiros



Defesa Civil anuncia criação de 'Rede Alerta' para comunicação com líderes de bairros em Juiz de Fora

Autoria: Redação  |  Fotos: Divulgação



Uma linha de comunicação entre as lideranças das associações de bairros e a Defesa Civil de Juiz de Fora foi criada na última semana. A "Rede Alerta" terá um grupo no aplicativo de mensagens WhatsApp com o objetivo de minimizar os possíveis transtornos das chuvas de verão, através de informações rápidas e seguras.

A iniciativa foi criada após reuniões entre a Defesa Civil e a União Juizforana de Associações Comunitárias de Bairros e Distritos (UNIJUF), realizadas na última quinta-feira (28).

"Vamos disseminar as informações recebidas pela Defesa Civil em tempo real. Com isso, ganhamos em prevenção, que é o mais importante. Do outro lado da linha teremos um número bastante significativo de pessoas que, por sua vez, serão multiplicadores em seus bairros e regiões. Eles serão os olhos e os ouvidos da cidade", afirmou o coordenador da Defesa Civil, Jefferson Rodrigues.

Nas reuniões, compareceram lideranças dos bairros Aeroporto, Amazônia, Benfica, Bom Jardim, Centenário, Costa Carvalho, Democrata, Filgueiras, Francisco Bernardino, Grajaú, Grama, Graminha, Granbery, Granjas Bethânia, Granjas Bethel, Industrial, Jardim Esperança, Jardim Gaúcho, JK, Linhares, Mariano Procópio, Marumbi, Nova Era II, Santa Clara, Santa Cruz, Santa Luzia, Santa Paula, Santa Rita, Santa Tereza, Santos Anjos, São Damião, São Judas Tadeu, Teixeiras, Vale dos Lírios e Vila Ozanam, e do distrito de Torreões.

Segundo a Defesa Civil, além dos bairros já mencionados, também farão parte do "Rede Alerta" as lideranças dos bairros Arco-Íris, Cascatinha, Dom Bosco, Eldorado, Floresta, Jardim Casablanca, Jardim dos Alfineiros, Ipiranga, Jardim Natal, Lourdes, Mundo Novo, Nova Benfica, Olavo Costa, Poço Rico, Ponte Preta, Santa Cândida, Santa Cecília, Santo Agostinho, Santos Dumont, São Bernardo, São Geraldo, Vila Almeida e Vila Alpina.

Segundo os organizadores, as lideranças dos bairros foram orientadas pelos técnicos da Defesa Civil sobre como se comportarem quando receberem os alertas e nas respostas, quando o Plano de Contingência for acionado. Ainda terão novas orientações assim que o grupo for criado no aplicativo.

Posteriormente, cada liderança de bairro criará subgrupos, multiplicando as pessoas que receberão os alertas, que virão principalmente do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo