Parceiros



Polícia Civil fecha casa de prostituição em Resende

Autoria: Redação  |  Fotos: Polícia Civil



Uma casa de prostituição foi fechada por policiais civis de Resende. A ação aconteceu na sexta-feira (5) após investigações, e foi divulgada nesta quarta (10). O estabelecimento funcionava na Avenida Tenente-Coronel Adalberto Mendes, no bairro Manejo.

Os agentes informaram que uma das mulheres, que trabalhava no local, confirmou que cobrava para fazer programas há quatro meses e atendia no estabelecimento desde abril. Ela também disse que desde então, nunca presenciou venda de drogas ou uso entre as meninas.

Em depoimento, foi informado que a casa conta com um circuito interno de câmeras, e que os donos do local monitoram as atividades de prostituição e também regulam a entrada e saída das mulheres.

Ela informou que as jovens são praticamente impedidas de sair e ficar muito tempo fora da casa, pois os proprietários pensam que estão fazendo programa escondidas e perdendo lucro.

Também contou que quando qualquer uma das mulheres faz programa fora do estabelecimento, o proprietário leva pessoalmente para monitorar o tempo e cobrar os valores depois. Os policiais civis informaram que o pagamento dos programas era realizado em dinheiro, débito ou crédito, em máquinas de cartões, que foram apreendidas.

De acordo com o delegado, Michel Floroschk, manter uma casa de prostituição com exploração do trabalho é crime.

 

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo