Parceiros



Onça-pintada é capturada em Juiz de Fora e levada para área de mata atlântica

Autoria: Redação  |  Fotos: Marco Perobelli


Uma onça-pintada que vinha assustando moradores de Juiz de Fora foi capturada na noite de domingo (12) no Jardim Botânico da UFJF. As buscas pelo animal duraram 17 dias.

De acordo com a universidade, o animal foi pego em uma armadilha de caixa instalada perto do prédio administrativo. Os integrantes da ação explicaram que houve duas fases de trabalho: na primeira, que durou uma semana, houve o monitoramento e o levantamento de dados da rotina do animal. Os outros dez dias foram para a instalação das armadilhas.

Após a captura, os pesquisadores fizeram exames e colocaram colar para monitoramento na onça, como explicou a pró-reitora de extensão da UFJF, Ana Lívia Coimbra.

"É um macho, robusto, que tem todos os dentes e nenhum arranhão, ou seja, não enfrentou nenhum outro animal por disputa de território. Ele tem 51,6 kg, 1m81 [medido da cauda à cabeça] e medida de 3,9 centímetros dos caninos superiores. Foram coletadas amostras de pelo, de sangue e de urina para ser examinadas pelos pesquisadores da UFJF e do Cenap".

Duas horas após a captura, a onça foi levada pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), em uma caixa metálica, forrada com espuma. No trajeto, o felino foi monitorado pelo médico veterinário Paulo Roberto Amaral, do Cenap/ICMBio. O animal foi enviado a uma área de Mata Atlântica, que não foi divulgada por questões de segurança.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo