Parceiros



Entrevista exclusiva com Flávio Bravo

Autoria: Redação  |  Fotos: Divulgação



Uma situação que a população de Areal espera a oito anos está perto de chegar ao fim. As 153 casas do Condomínio Disco deverão ser entregues este ano, para amenizar o sofrimento de uma tragédia que não sai da cabeça do cidadão brasileiro. Com todas as dificuldades financeiras, devido a crise econômica que o país vive, o município vem cumprindo com suas obrigações.

Agora com uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, em curso, na questão de um leilão realizado, o prefeito Flávio Bravo falou em entrevista exclusiva para a Folha Popular sobre essa experiência e dos seus dois primeiros anos de governo.

 

FOLHA POPULAR: Depois de oito anos da tragédia que atingiu a Região Serrana e também a cidade de Areal, como anda a questão das moradias para as pessoas que perderam suas residências?

FLÁVIO BRAVO: Em relação a essa questão, estamos trabalhando. Nós tivemos recentemente um término de uma eleição e com essa mudança de governo, já estamos novamente com contatos com os novos secretários que estão sendo nomeados. Inclusive, amanhã (ontem – dia 07 de fevereiro), já que estamos nos falando no dia 06 de fevereiro, estarei recebendo os novos representantes da secretaria de obras do Estado. Tivemos um contato por telefone e teremos uma reunião as 10hs, já para poder fazer uma visita no Condomínio Disco, onde se encontra as 153 casas que estão construídas e com a pavimentação quase concluída, faltando muito pouco para ser entregue a todos esses que foram atingidos pelas chuvas de 2011. Dentro disso, espero que nessa reunião, já seja resolvida a retomada das obras para que definitivamente a gente possa estar realizando a inauguração, entregando essas casas as pessoas que necessitam das suas moradias, para que possam voltar a ter dignidade. E o importante de ressaltar, é o trabalho incansável do governo do Flávio do Açougue e do Celso. Estamos trabalhando durante todo esse período, durante todos esses anos, e Graças a Deus, durante toda a crise que vem assolando o Estado do Rio de Janeiro e nosso país, conseguimos bons resultados, boas parcerias e avançamos muito, isso é muito importante.

 

FOLHA POPULAR: Um dos bairros mais atingido foi Alberto Torres. Como anda a bairro hoje? O que sua administração tem feito por aquela comunidade?

FLÁVIO BRAVO: Veja bem: o bairro de Alberto Torres, com a Avenida Jorge Luiz dos Santos, que se encontrava interditada desde a tragédia de 2011, onde se terminava um governo, e se iniciava outro nada foi feito. Somente depois que eu assumi a cidade, e Graças a Deus mais uma vez, com um trabalho com credibilidade, idas e vindas ao Rio de Janeiro, em reunião no Palácio Guanabara e também em reunião no INEA, conseguimos buscar a solução definitiva para aquela comunidade, haja vista, que entregamos novamente o acesso, o direito de ir e vir na Avenida Jorge Luiz dos Santos a todos os moradores de Alberto Torres. E eu fico muito feliz, porque todas essas conquistas que o nosso governo vem agregando, vem conseguindo, com muita luta, é no momento mais difícil que o país atravessa. Isso me alegra muito, juntamente com toda a nossa equipe que vem trabalhando, juntamente com todos os envolvidos que vem nos ajudando, e isso mostra credibilidade, e o mais importante de tudo é a gente trabalhar sempre com transparência, com a verdade e com credibilidade.

 

FOLHA POPULAR: A crise pegou os municípios do Estado do Rio de Janeiro em cheio. Nesses últimos dois anos, como o Sr. vem administrando Areal com essa situação?

FLÁVIO BRAVO: Realmente, foi muito difícil. Foi um início de gestão, um início de governo muito difícil em 2017, onde tivemos que tomar medidas, em que as vezes essas medidas não são bem-vindas. Muita das vezes desagrada muitas pessoas. Mas eu entendo que se não tivéssemos tomado essas medidas com responsabilidade, talvez não estaria cumprindo com minhas obrigações e de repente nem cumprindo com o pagamento em dia do servidor público. Infelizmente tivemos que cortar na carne, muito difícil pra mim como prefeito, como gestor, mas a decisão tem que ser tomada e tomada na hora certa, porque os números, eles não têm como dar diferente. Quando chega no final da conta eles tem que fechar, e se não fechar, o gestor, ele é totalmente responsabilizado. Dentro de economias, dentro de cortes, dentro de maneiras onde envolvemos as secretarias, consolidando um trabalho, unificando forças para sempre buscar o equilíbrio a todo instante e mais importante é que conseguimos resultados positivos. Cumprimos durante todo o nosso período de meses com os nossos salários em dia, com as nossas escolas funcionando, com o transporte dos nossos alunos, merenda nas escolas, o hospital de portas abertas, trabalhando, atendendo a nossa população e os que não podemos atender em nossa cidade, prontamente procuramos levar aqueles necessitados onde pudessem ser atendidos e sim, jamais sendo omisso, jamais deixando de atender e ajudar aquele que está sempre precisando.  É o trabalho de um gestor, é um trabalho de um prefeito que se coloca na vida pública. É procurar sempre fazer o melhor para sua população.

 

FOLHA POPULAR: Por conta de tudo isso, como trazer renda e emprego para a população arealense?

FLÁVIO BRAVO: É difícil, bem difícil, no momento em que estamos vivendo. Mas é um outro assunto em que eu fico muito a vontade para falar, porque na minha gestão, eu como pecuarista, sou comerciante a mais de 30 anos no município de Areal, ainda quando Areal pertencia a Três Rios, eu venho da pecuária, da zona rural e sei do que é a luta, da dificuldade do dia-a-dia, e com tudo isso um dos grandes investimentos que eu procurei de imediato dar atenção foi na questão da agricultura no município de Areal. Praticamente criamos uma identidade, onde avançamos com a produção de orgânicos, onde avançamos com psicultura, onde avançamos com a melhora da genética do gado de leite, enfim estamos avançando cada vez mais e com isso melhorando a renda familiar. Estamos investindo em cursos, em palestras, capacitando cada vez mais o homem do campo e isso faz uma grande diferença, porque aumenta bastante a nossa renda. Eles produzem e damos condições de escoamento para essas produções através das feiras que foram criadas no centro do município de Areal, na praça, na Barateza, onde eles podem estar vendendo seus produtos. Investimos também no artesanato, enfim, foram inúmeros trabalhos, inúmeras conquistas que em muito pouco tempo a gente, Graças a Deus conseguimos trazer para nossa população. E eu vejo isso como dar dignidade as pessoas, porque as vezes as pessoas não querem simplesmente ir a uma secretaria de assistência social para buscar uma cesta básica, ela quer ajuda as vezes para ter condições de trabalhar e ela mesmo ter o seu próprio sustento, e nós investimos e trabalhamos e acreditamos e ainda vamos avançar muito mais ainda na questão da renda no município de Areal buscando novos recursos agora, inclusive buscando através dos royalties, porque os 5 municípios da Região Sul Fluminense são os únicos que não recebem royalties, são os municípios de Areal, Sapucaia, Três Rios, Paraíba do Sul e Levy Gasparian. O município de Areal saiu na frente e devemos ter resultados positivos já já, e que se isso vier a acontecer, nós vamos fazer uma grande diferença na nossa receita, na nossa arrecadação mensal. Então, é dessa forma, na hora mais difícil, na hora em que a crise chegou, a gente tem que buscar soluções, não adianta ficar com os braços cruzados, como as vezes algumas pessoas acham, ou dizem, ou publicam, ou querem criar fake, denegrindo a imagem do prefeito, denegrindo a imagem da gestão do prefeito, como se o prefeito não fizesse nada. Não, muito pelo contrário, estamos trabalhando, incansavelmente, e o nosso trabalho esta incomodando, porque através disso ficam criando dificuldades para poder atrapalhar o nosso trabalho, tardar o nosso tempo para que nós possamos, as vezes ter que ficar nos defendendo daquilo que não devemos, mas eu tenho certeza, de forma alguma isso vai nos atrapalhar. Iremos avançar, continuar e se Deus quiser, levar o município de Areal ao topo, onde ele deveria estar a muito tempo.

 

FOLHA POPULAR: Recentemente foi aberta uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) contra seu governo. Como o Sr. vem tratando essa situação?

FLÁVIO BRAVO: Olha só, essa situação, é uma situação o quanto tanto constrangedora, mas que eu fico muito à vontade para falar sobre esse assunto. Essa CPI, primeiro, ela foi aberta com meu consentimento, porque quem não deve, não teme, e conversando com os vereadores da base, os vereadores que acreditam no governo, que apoiam o governo, eu falei pra eles: se os vereadores da oposição querem abrir uma CPI, tudo bem, que abram. Mas confesso a você, de repente talvez por falta até mesmo de um pouco mais de conhecimento dentro da minha humildade, da minha simplicidade que eu nunca escondi, eu achei que esse assunto seria tratado com transparência, com verdade. Eu achei que esse assunto seria tratado tecnicamente, mas infelizmente eu vejo hoje que isso só foi uma porta que se abriu para que se fizesse política. O ato CPI hoje, é um ato político, aonde os vereadores de oposição querem denigrir a imagem do prefeito Flávio, querem denegrir a gestão e o governo do Flávio. Mas eu tenho tranquilidade que isso jamais irá acontecer. Primeiro porque acredito em Deus. Segundo, porque se for feita de forma correta, verdadeira, vai ser investigado e vai chegar ao final, no resumo que não tem nada errado. Porque a CPI se trata de um leilão que foi feito e esse leilão foi realizado de bens inservíveis do município. E a arrecadação desse recurso, desse dinheiro, foi usado para terminar o pagamento de umas parcelas que restavam do imóvel que nós compramos, que adquirimos para o município de Areal, que é o antigo Colégio Cenecista Machado de Assis, ou seja, nós trocamos sucatas por investimento em um prédio, praticamente no centro do município de Areal e de suma importância para o município. Futuramente ali será instalado um grande centro administrativo, onde vamos fazer uma grande economia de aluguéis que são pagos hoje pelos cofres públicos. Então isso é trabalho com responsabilidade e vereadores que querem se autopromover, vereadores que querem aparecer, nesse exato momento usam formas obscuras, covarde para querer atrapalhar o trabalho que está sendo feito com responsabilidade. Então, a CPI, eu entendo que foi aberta, mais está sendo conduzida de forma arbitrária, com abuso de poder, ou seja, totalmente errada, mas vai ser tudo provado.

 

FOLHA POPULAR: Como o Sr. avalia os dois primeiros anos de seu mandato e o que esperar para 2019?

FLÁVIO BRAVO: Eu avalio com índice positivo. Conseguimos juntamente a Câmara dos Deputados buscar inúmeras emendas parlamentares. Emendas que estaremos colhendo a partir desse ano. Conseguiremos ter a construção de algumas obras, adquirir na questão da saúde, vans para transporte de pacientes, ambulâncias, está sendo conquistado também carros, e ônibus novos para fazer transporte das nossas crianças. Estamos conquistando pela primeira vez no município um caminhão pipa completo, que muito necessita o município. Temos também um projeto maravilhoso que é a Casa de Cultura, haja visto, que o município de Areal não tem até hoje em seus 26 anos uma única Casa de Cultura e se Deus quiser nós vamos realizar esse sonho, e entre outros, muitos outros. A gente vem trabalhando, vem melhorando, vem avançando. Melhoramos muito a questão do abastecimento de água. Lembro que quando assumi o governo, a autarquia que tinha no município, acabamos com ela. Criamos uma secretaria, investimos nessa secretaria, saímos de uma arrecadação entre 10 a 15 mil reais por mês, para hoje passando dos 100 mil reais. Continuamos investindo e vamos investir muito mais no abastecimento de água, como vamos investir em outros setores, como saúde, educação, em criação de espaços, ampliação de creches, ampliação e melhorias das escolas, enfim, muita coisa. Vamos agora fazer uma reforma, ampliação e construção dos PSFs. Já estamos praticamente com o posto do PSF do bairro Vila Adelaide pronto para ser inaugurado. Vamos dar início também ao PSF do bairro dos Portões. Estamos avançando, melhorando a estrutura do hospital, levando a secretaria de saúde para o terceiro andar do hospital, onde se encontrava um lugar totalmente vazio, para que facilite um pouco mais o trabalho e muitos outros projetos que nós temos para poder realizar no município de Areal. Então eu vejo que nesses primeiros dois anos, com toda a dificuldade, com toda a crise que vem assolando, as vezes com todo o atrapalho por questões políticas, mesmo assim, estamos no caminho certo, não tenho dúvida disso. Agradeço a população de Areal que acredita no nosso trabalho, que apoia o nosso trabalho e quero dizer para essa população de Areal, que jamais vamos decepcionar ela. Nós vamos tratar e sempre procurar cuidar com respeito e com carinho a nossa cidade de Areal, a todos os bairros, sem discriminação nenhuma. Vamos agora procurar fazer as melhorias nas estradas vicinais dos bairros. Temos que fazer agora os reparos que foram ocasionados por outro desastre ambiental que tivemos no dia 08 de março de 2018. Já estamos com as questões licitatórias adiantadas na recuperação da escola Augusto Cesar, do bairro Amazonas, assim como outros pontos também que foram afetados. Estamos trabalhando incansavelmente e com certeza nós vamos chegar ao nosso objetivo que é melhoria e o sucesso pra nossa cidade.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo