Parceiros



Canil da Guarda Civil de Petrópolis é modelo para outros municípios

Autoria: Redação  |  Fotos: Divulgação



A Companhia de Cães da Guarda Civil de Teresópolis participou junto com a Guarda Civil de Petrópolis do projeto de Cinoterapia – terapia com o auxílio de cães – que aconteceu no Centro de Terapia Oncológica (CTO), nesta terça-feira (24). O trabalho com os cães que a Guarda Municipal Petropolitana realiza na cidade virou modelo para ações das guardas de outros municípios. A parceria entre as cidades tem o objetivo de expandir o projeto de Cinoterapia, levando alegria aos pacientes oncológicos.

Os filhotes de Golden Retriever, Chico e Jujuba, fizeram a alegria dos pacientes, funcionários e visitantes. É a segunda vez que os cãezinhos visitam o Centro com o projeto de Cinoterapia. O coordenador técnico do canil, Leandro Lopes lembra que os cachorros possuem as liberações do veterinário, como vermifugação, processo de vacinação em andamento e todas as precauções de saúde para participarem das visitas.

“Estamos felizes com a presença da Guarda Civil de Teresópolis participando junto com nossa equipe do projeto. Esperamos que essa parceria das guardas, com o projeto de Cinoterapia, expanda a alegria para quem precisa”, disse o Comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

Segundo o agente de Teresópolis, Rezende, o canil da Companhia de Cães de sua cidade existe há seis anos e possui 10 animais. “Em Teresópolis trabalhamos com os cães em atividades de detecção de drogas e eventos de proteção, em parceria com a Polícia Militar. É a primeira vez que acompanho um trabalho de Cinoterapia. Estamos iniciando a experiência para começar o projeto em nossa cidade”, contou o agente.

A psicóloga do CTO, Cristina Volker, relata que estudos mostram a eficiência da participação dos animais na vida dos pacientes. “A visita dos animais faz um diferencial na melhora para com o enfrentamento da doença e também quanto à resposta a cada caso. Auxilia na parte emocional e social que consequentemente afasta da solidão, ansiedade, do estresse e depressão. Esse é um trabalho diferenciado aqui no CTO, que é uma clínica de doença crônica” afirma a psicóloga.

“Queremos expandir o projeto e levar Jujuba e Chico para Teresópolis também. A parceria com o município sempre foi muito grande” contou o coordenador Leandro Lopes.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo