Parceiros



Cabral abre mão de carros, joias e imóveis para a Justiça Federal

Autoria: Redação  |  Fotos: Reprodução / TV Globo



O ex-governador Sérgio Cabral e sua mulher, Adriana Ancelmo, resolveram abrir mão de seus bens que estão bloqueados pela Justiça Federal. O advogado de Cabral, Rodrigo Rocca, explicou que fez a petição na semana passada e que a decisão "não se trata de uma colaboração".

Entre os bens cedidos pelo casal estão carros, joias e imóveis. Um deles é a casa de praia em um condomínio de luxo em Mangaratiba, que chegou a ser anunciada para leilão, mas a venda foi impedida por recursos. Atualmente, a casa de praia está alugada por determinação do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, assim como o apartamento em que os dois moravam no Leblon, na Zona Sul do Rio.

O advogado de Cabral não informou quantos bens serão entregues à Justiça. O valor total deles também não foi revelado.

"Cabral e a mulher abriram mão de todos os bens que já estão à disposição da Justiça. O próprio Cabral já tinha falado que ia fazer isso na última audiência. O juiz mesmo falou que, se não houvesse resistência dele, iria considerar a decisão", disse a defesa do ex-governador.

Entretanto, o advogado afirmou que o intuito da ação não é a redução da pena. "Óbvio que a gente espera que isso influa no juízo, mas como não há nada pactuado, foi apenas um movimento processual que pode ter repercussão ou não. Isso não é uma colaboração e vai ficar a critério do juiz avaliar se vai diminuir a pena deles."

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo