Parceiros



IEDE é referência no tratamento de obesidade

Autoria: Redação  |  Fotos: Everton Bassan



Dados do Ministério da Saúde apontam que mais da metade da população brasileira adulta está com excesso de peso. A obesidade é considerada um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. No Estado do Rio, há mais de 26 anos, a Secretaria de Saúde oferece tratamentos para obesidade e os transtornos alimentares no Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione (IEDE), no Centro, através do Serviço de Obesidade e Transtornos Alimentares (SOTA).

“Oferecemos os tratamentos para obesidade, síndrome metabólica e diabetes, que são referências no estado. A promoção da saúde e o controle de peso devem estar ao alcance de todos. Oferecer isso através da rede estadual de saúde é o nosso papel”, disse o secretário de Saúde, Sérgio Gama.

 

Ambulatório

No serviço são oferecidos tratamentos para obesidade e vários outros distúrbios como anorexia nervosa, bulimia nervosa, compulsão alimentar, síndrome de Prader-Willi e também o acompanhamento antes e depois da cirurgia bariátrica. O ambulatório tem capacidade de atender em média 1.300 pacientes por mês de todo o Estado do Rio, que são encaminhados ao hospital pela rede de atenção básica de saúde, através da Central Estadual de Regulação.

No IEDE a principal ferramenta contra esses transtornos é o trabalho em equipe. Todo o tratamento é baseado no acompanhamento multidisciplinar. O ambulatório conta com endocrinologistas, psiquiatras, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e educador físico. A primeira consulta é sempre com o endocrinologista e, após passar pela primeira avaliação geral, o paciente é encaminhado para as outras especialidades.

As consultas acontecem em média uma vez por mês. São oferecidos exames complementares, acompanhamento nutricional, orientação para exercícios físicos, terapia familiar e individual, e em alguns casos pode ser indicada a cirurgia bariátrica, que é realizada em outras unidades da rede pública. A estrutura conta com 13 salas de atendimento, além de um banheiro adaptado para atender às necessidades do grande obeso.

 

Acompanhamento

O serviço oferecido no IEDE é referência no atendimento aos pacientes com obesidade e disponibiliza o acompanhamento antes e depois da cirurgia bariátrica.

O instituto é também referência na rede pública no tratamento contra uma doença genética rara – a síndrome de Prader-Willi, que é a forma mais comum de obesidade de causa genética. O problema causa baixo peso nos primeiros anos de vida, atraso no desenvolvimento, transtornos no comportamento e a hiperfagia, um apetite insaciável que pode evoluir para obesidade de difícil controle. Além disso, também estão disponíveis o tratamento para o controle de anorexia e da bulimia.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo