Parceiros



Petrópolis recebe exposição de quadros criados durante a ditadura

Autoria: Redação  |  Fotos: Acervo Luiz Áquila



Doze quadros criados durante a ditadura militar no Brasil fazem parte da exposição "Migração", em cartaz na Casa de Stefan Zweig em Petrópolis. A mostra do artista plástico Luiz Áquila tem entrada gratuita e ficará exposta até o dia 27 de maio.

A maior parte dos desenhos foi produzida na década de 1970, segundo Áquila. A ideia foi criar uma analogia com o movimento em direção a uma obra diferente do que fazia e faz.

Os quadros foram pintados com tinta guache preta sob papel Kraft. "Minha preocupação era mais com a organização do espaço e em deixar bem explícito o grafismo do que com as cores", disse o artista.

Luiz Áquila afirma ainda que estas obras fizeram parte da exposição de retrospectiva pelos seus 50 anos de profissão, que ocorreu cinco anos atrás, no Paço Imperial, no Rio de Janeiro.

A mostra que está na Casa Stefan Zweig tem texto de apresentação da cientista social e historiadora de arte Vanda Klabin. Para ela, ao migrar para outra forma de expressão, Luiz Áquila cria uma interlocução com a experiência do exílio por meio de uma série de trabalhos onde está presente uma redução do discurso policromático, tecendo um imprevisível diálogo visual com Stefan Zweig.

 

Serviço:
Casa de Stefan Zweig 
Endereço: Rua Gonçalves Dias, nº 34, Valparaíso

Horário: Sexta-feira a domingo, das 11h às 17h
Entrada gratuita 
Classificação livre

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo